>>>Derramamento de petróleo: recomendações para profissionais da saúde

Derramamento de petróleo: recomendações para profissionais da saúde

Um vazamento de petróleo cru se espalha pelos nove estados do Nordeste. O poluente foi identificado em uma faixa de mais de 2 mil quilômetros da costa brasileira. O governo federal afirma que análises já apontaram ser petróleo cru, de origem desconhecida e de tipo não produzido no Brasil.

As manchas já foram encontradas em todos os Estados nordestinos: Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia. O poluente foi identificado em uma faixa de mais de 2 mil quilômetros da costa brasileira.

Para orientar a população e profissionais de saúde, o Ministério da Saúde publicou um informe com dados básicos sobre a exposição aos poluentes. Aos profissionais de saúde, recomenda-se atenção aos sinais e sintomas característicos de intoxicação. Ressalta-se que os casos suspeitos e confirmados de intoxicação exógena devem ser notificados na respectiva ficha do Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN), conforme determina a Portaria de Consolidação nº 4/2017.

Confira aqui o documento na íntegra.

By | 2019-10-24T10:57:37-03:00 24 de outubro de 2019|Saúde no trabalho|Comentários desativados em Derramamento de petróleo: recomendações para profissionais da saúde