>>>ANAMT: ofício pede a suspensão da Resolução CFM nº 2219/2018

ANAMT: ofício pede a suspensão da Resolução CFM nº 2219/2018

A Associação Nacional de Medicina do Trabalho (ANAMT) protocolou um ofício na Comissão Mista de Especialidades questionando a Resolução nº 2.219/2018 do Conselho Federal de Medicina (CFM), emitida em dezembro do ano passado. No documento, a ANAMT pede a suspensão temporária do texto, colocando em vigor novamente a Resolução CFM 2.061/2013, que versa sobre o tema.

A Associação alega, em seu pleito, que a nova resolução do Conselho cria uma situação injusta com os Médicos do Trabalho que obtiveram o Título de Especialista neste período, colocando-os no mercado de trabalho na mesma condição de profissionais que não conseguiram a titulação.

Em seu pedido, a Associação alega que não foi ouvida na decisão da presente resolução e sugere reabrir o debate sobre a titulação, desta vez apresentando seus argumentos. O ofício também foi encaminhado ao presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), Dr. Lincoln Lopes Ferreira, ao presidente do CFM, Dr. Carlos Vital Corrêa Lima, e à secretária-executiva da Comissão Nacional de Residência Médica, Dra. Rosana Leite de Melo.

Por meio desta ação, a ANAMT reforça seu compromisso com a qualidade da formação dos Médicos do Trabalho e coloca-se à disposição ao diálogo entre as entidades, sempre buscando alternativas em defesa da categoria. A Medicina do Trabalho é uma especialidade médica que, assim como as demais, deve ser tratada sem exceções e prezando pela qualidade e preparação dos profissionais titulados.

Confira aqui o documento na íntegra.

By | 2019-01-30T14:46:47-02:00 30 de janeiro de 2019|Institucional|Comentários desativados em ANAMT: ofício pede a suspensão da Resolução CFM nº 2219/2018