Home>Artigos>Determinação dos níveis de exposição de metais em trabalhadores da construção naval: impactos e desafios

Determinação dos níveis de exposição de metais em trabalhadores da construção naval: impactos e desafios

Objetivo: Determinar os níveis de metais (Ag, As, Cd, Co, Cr, Cu, Fe, Mn, Ni, Pb, Se, Zn) em amostras ambientais e biológicas. Métodos: Estudo transversal com 17 trabalhadores de um estaleiro de grande porte do Estado do Rio de Janeiro com idade entre 18 e 65 anos, com tempo na função laboral de pelo menos 3 anos. A pesquisa foi realizada entre 2012 e o primeiro semestre de 2013. Resultados: Os níveis dos metais nos trabalhadores pesquisados foram menores que os considerados críticos pelas legislações. Os cenários avaliados foram consoantes com a literatura científica, que apresenta exemplos de sucesso na iniciativa de diminuir a exposição a metais de trabalhadores da indústria naval.

Por outro lado, também, evidenciou a pesquisa que os trabalhadores desenvolvem grande parte de suas práticas em situações perigosas, potencializando as possibilidades de acidentes e outras intercorrências na saúde, deflagrados pelo trabalho a curto ou longo prazo. Conclusões: Os profissionais estudados deixam clara a insatisfação com as condições de trabalho e constrangimentos provocados em sua organização. O cenário atual da indústria naval no Brasil é de crescimento, porém, apesar do otimismo com investimentos no setor, pouco tem sido investido na melhoria das condições de trabalho e na criação de políticas públicas eficientes para a saúde dos trabalhadores navais.

 Faça o download do artigo.

By | 2017-03-20T15:56:09-03:00 6 de fevereiro de 2017|Artigos|0 Comments