Início>Eleições 2019>Eleições 2019 – Propostas da Chapa ANAMT Mais Técnica e Mais Perto de Você
Eleições 2019 – Propostas da Chapa ANAMT Mais Técnica e Mais Perto de Você2019-07-16T13:30:12-03:00

Chapa ANAMT Mais Técnica e Mais Perto de Você

A ANAMT completou 51 anos em 2019 com grandes realizações, mas acreditamos que podemos fazer mais. E é por isso que formamos a chapa ANAMT Mais Técnica e Mais Perto de Você. Acreditamos que, com a força das relações pessoais e a evolução das tecnologias digitais, podemos minimizar a distância entre a entidade e seus associados em todo o país.

Hoje, sabemos que os associados anseiam por uma ANAMT mais técnica – que não se alinhe a qualquer espectro político e tenha a Medicina do Trabalho como seu principal foco – e que esteja mais próxima do profissional, pronta para sanar suas dúvidas, multiplicar conteúdo científico, promover cursos de atualização à distância e trabalhar as diferentes necessidades dos médicos do trabalho em cada região do país.

Vamos fortalecer a RBMT, publicação técnica que é amplamente aprovada pelos associados e consultada no dia-a-dia, o apoio aos cursos de formação e pós-graduação e a produção de diretrizes técnicas. Também vamos rever o processo de aplicação da Prova de Título de Especialista – tanto pelo seu elevado valor quanto pelas regras, de forma que fiquem mais transparentes e não mudem de edição em edição. Os futuros médicos do trabalho merecem atenção e maior previsibilidade em relação às regras do exame e seus resultados.

Essas ações passam por um elemento fundamental: o fortalecimento das federadas. A ANAMT precisa elevar gradualmente o valor do repasse das anuidades às federadas de cada estado, possibilitando a estas entidades se estruturarem e promover eventos destinados especificamente às necessidades dos seus profissionais.

Como um guarda-chuva para todas essas ações, é vital proteger a atividade do médico do trabalho a partir da criação de um Comitê de Defesa Profissional junto às entidades que atuam na medicina. Ele nos auxiliará na defesa da autonomia e dos atos próprios da nossa categoria, evitando possíveis ações discriminatórias, o cerceamento do nosso exercício profissional e a realização de atos privativos do médico por outras profissões.

Somos técnicos, com experiência em gestão e somos capazes. E sabemos que poderemos entregar isso ao associado porque respeitamos as diferenças e buscamos o consenso pelo diálogo, não por vias judiciais que apenas oneram a Associação e expõe a nossa categoria. Queremos que o associado, e não a política, seja o ponto central da ANAMT.