>>>17º Congresso Nacional celebra a especialidade e debate desafios

17º Congresso Nacional celebra a especialidade e debate desafios


A Associação Nacional de Medicina do Trabalho (ANAMT) realizou, dos dias 15 a 18 de maio, seu 17º Congresso Nacional, em Brasília (DF). O evento reuniu especialistas em Medicina do Trabalho do Brasil e do mundo para atualizar os profissionais nas últimas tendências do mercado, celebrar a especialidade e debater seus desafios para os próximos anos.

Diante de um cenário de desemprego e flexibilização das relações de trabalho, bem como a tendência de aumento de problemas de saúde mental e a possibilidade de revisão das Normas Regulamentadoras, o Congresso foi um importante evento de aprendizado e troca de experiências para as questões com as quais os Médicos do Trabalho terão que lidar nos próximos anos.

A presidente da Associação, Marcia Bandini, comemorou a realização do evento e o sucesso entre os participantes. “A organização do Congresso foi repleta de desafios, desde a definição dos principais temas até a escolha dos palestrantes e o alinhamento de agenda de dezenas de profissionais. Esse evento culmina um ciclo de crescimento e modernização da ANAMT, que hoje é uma instituição respeitada e ouvida pelo poder público e pela sociedade no debate sobre a segurança no ambiente de trabalho”, ressaltou Bandini. “Criamos aqui um ambiente de discussão amplo, com espaço para o contraditório e democrático para termos o bom debate”.

Uma das realizações mais importantes do evento foi a oficina de trabalho “A Saúde do Trabalhador na atenção primária: na busca da qualificação e da integralidade no cuidado”. A ação foi promovida pela ANAMT em parceria com o Ministério da Saúde e com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

O objetivo da oficina era debater o papel dos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST) na qualificação dos serviços de atenção básica no atendimento ao trabalhador, identificando a relação entre a condição do paciente e sua ocupação. A partir deste diálogo, a expectativa é estabelecer linhas e diretrizes para desenvolver e aplicar ações ligadas à Política Nacional de Saúde do Trabalhador e Trabalhadora, bem como à Política Nacional de Atenção Básica.

Foram discutidas experiências em diferentes regiões do país – como contribuições em Saúde da Família para o fortalecimento de ações voltadas à saúde do trabalhador, atendimento para casos de exposição à sílica e o apoio técnico e pedagógico às equipes de atenção básica para o desenvolvimento de ações voltadas ao trabalhador.

Destaques da programação

Alguns dos principais debates realizados no 17º Congresso Nacional foram o futuro do trabalho, tema da conferência apresentada por Laís Abramo, diretora da Divisão de Desenvolvimento Social da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal); a reinserção do trabalhador após problema de saúde mental, apresentado pela professora e pesquisadora da Universidade de Amsterdã, Karen Nieuwenhuijsen; e a inclusão as conquistas e desafios para a inclusão no ambiente de trabalho, sobretudo para pessoas com deficiência, que contou com a participação da senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), relatora e autora do texto final da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, um marco legal para o país no assunto.

Também foram abordados temas relevantes para o cotidiano do Médico do Trabalho nas empresas. O eSocial e o envelhecimento da população ativa, o retorno do trabalhador após afastamento de longa duração, os impactos do assédio moral e da melatonina no bem-estar do funcionário e a implementação do método de Total Worker Health nas empresas.

Confira abaixo a relação completa da cobertura da ANAMT para o evento. Em breve, os associados poderão acessar as apresentações dos palestrantes que estiveram presentes no evento.

Quarta-feira, 15

Quinta-feira, 16

Sexta-feira, 17

Sábado, 18

By | 2019-05-20T11:07:43-03:00 20 de maio de 2019|Eventos|Comentários desativados em 17º Congresso Nacional celebra a especialidade e debate desafios