>>Dermatoses ocupacionais registradas em sistema de notificação na região Sul do Brasil (2007 a 2016)

Dermatoses ocupacionais registradas em sistema de notificação na região Sul do Brasil (2007 a 2016)

RESUMO

Introdução: As dermatoses ocupacionais são doenças de notificação compulsória no Brasil.

Objetivo: Caracterizar a notificação das dermatoses ocupacionais no Sul do Brasil e descrever o perfil desses trabalhadores.

Método: Descritivo, retrospectivo de 396 casos de dermatoses ocupacionais entre 2007-e 2016 no Sistema de Informação de Agravos de Notificação. Resultados: Em relação ao sexo, houve 3,6 casos a cada 10 mil trabalhadores/ano do sexo masculino e 2,2 casos a cada 10 mil trabalhadores/ano do sexo feminino. A faixa etária com maior incidência foi entre 50 e 64 anos, com 1,8 caso a cada 10 mil trabalhadores/ano. Destacaram-se os trabalhadores de manutenção e reparação, com 3,6 casos a cada 10 mil trabalhadores/ano. Em relação à raça/cor, houve predomínio de trabalhadores brancos (77%); já a escolaridade mais acometida foi entre trabalhadores com Ensino Fundamental incompleto (37,9%). O teste de contato foi realizado em apenas 11,4% dos casos.

Conclusão: Torna-se necessário reforçar medidas para o uso de equipamentos de proteção individual, bem como aprimoramento das notificações e sensibilização dos profissionais de saúde para o registro correto nos sistemas oficiais.

Palavras-chave | dermatite ocupacional; saúde do trabalhador; sistemas de informação em saúde; epidemiologia.

Leia o artigo na íntegra no site da Revista Brasileira de Medicina do Trabalho.

By | 2019-02-20T16:15:31-03:00 20 de fevereiro de 2019|Artigos|Comentários desativados em Dermatoses ocupacionais registradas em sistema de notificação na região Sul do Brasil (2007 a 2016)