Área de acesso restrito, com conteúdo exclusivo para o associado Anamt. Faça seu login abaixo e aproveite!
Cpf  
Senha
HyperLink
HyperLink HyperLink HyperLink HyperLink
Receba nossa Newsletter
Associado da Anamt?
 
Prova de Título de Especialista - Dúvidas frequentes
Prova de Título de Especialista - Dúvidas frequentes

Aqui você encontrará as perguntas mais comuns dos alunos e pesquisadores que desejam participar da Prova de Título de Especialista da ANAMT. Caso a sua dúvida não seja respondida no questionário abaixo, entre em contato conosco através do e-mail titulo@anamt.org.br ou do telefone da nossa Sede Administrativa (11) 3251-0849.

 

O que um curso precisa ter para ser acreditado pela ANAMT?

Para ter a acreditação da ANAMT, o curso de pós-graduação deve ter pelo menos dois anos com um mínimo de 1920 horas, incluindo atividades teóricas e práticas, com treinamento supervisionado. Deve ser realizado por Universidade que tenha Faculdade de Medicina com um mínimo de cinco turmas formadas. Recomenda-se que o curso seja realizado na sede da faculdade. Todos os alunos devem obrigatoriamente ter número de CRM no ato da inscrição.

Para completar o processo de acreditação, são analisados o plano pedagógico do curso, plano das disciplinas (com o conteúdo programático e as respectivas ementas), relação de docentes, relação dos alunos inscritos e os locais de atividade prática. Para completar o processo de acreditação, há dois momentos importantes: a análise documental e a visita da Comissão Vistoriadora da ANAMT (portanto, o curso já deverá estar em andamento).

 

Cursos à distância são reconhecidos pela Associação?

Não reconhecemos cursos à distância (importantes para aperfeiçoamento) para formação de especialista em Medicina do Trabalho.

 

Sou credenciado em curso de pós-graduação, possuo registro no Ministério do Trabalho e Previdência Social e exerço ativamente a Medicina do Trabalho. Preciso fazer a Prova de Especialista para poder continuar trabalhando na especialidade?

Você poderá prosseguir com suas atividades laborais, porém sem se referir como especialista. De acordo com a Portaria 590/2014, você deve ter o registro de especialista no Conselho Regional de Medicina do Estado em que atua (a Portaria 2018/2014 concedeu o prazo de quatro anos a partir de dezembro de 2014 para todos médicos adequarem-se a esta exigência). É importante ressaltar que, à parte destas portarias do Ministério do Trabalho, de acordo com as resoluções do Conselho Federal de Medicina, somente podemos divulgar Especialidade Médica se a mesma estiver registrada no Conselho Regional (Registro de Qualificação de Especialista, o RQE). 

 

Caso já tenha pós-graduação em Medicina do Trabalho, como devo proceder para adquirir o Título de Especialista?

Para obtenção do Título de Especialista em Medicina do Trabalho é necessário prestar a Prova de Título. Assim, conforme o manual de convocação, você deve enviar o Curriculum Vitae Padrão Específico, bem como realizar a prova de Conhecimentos. Em relação a pós-graduação, você deve verificar no item do edital “Formação Regular do Curriculum Vitae Padrão Específico” em qual classificação você se enquadra.

 

Já possuo Título de Especialista reconhecido pelo Conselho Regional de Medicinal (CRM). Devo fazer a Prova de Título pela ANAMT ou somente uma revalidação? Os títulos se sobrepõem?

Se você tem o número de Registro de Qualificação de Especialista (RQE), que não é o Título de Especialista, não é necessário fazer a prova, pois você já é especialista. No entanto, ter o Título de Especialista em Medicina do Trabalho pela ANAMT é um diferencial para sua vida profissional e uma qualificação reconhecida pelo mercado. 

 

O período de estágio durante a graduação em Medicina pode ser contabilizado para atingir os pré-requisitos exigidos.

Para a pontuação do estágio é necessário que ele tenha ocorrido após a obtenção do diploma de médico e registro no Conselho Regional de Medicina (CRM).

 

Quais eventos podem ser contabilizados para o exame?

Os eventos científicos devem ser da área de Medicina do Trabalho. Caso seu evento não esteja especificado no edital, a Comissão da Prova de Título fará uma análise da situação.

 

Há um modelo de apresentação do comprovante de exercício de atividade especifica de Medicina do Trabalho exigido para realizar a Prova?

O exercício da atividade específica de Medicina do Trabalho através de Declaração de Empregador em papel timbrado e firma reconhecida, onde descrevam detalhadamente os horários, atividades, funções e atribuições.

 

A atividade de médico pericial se exercida junto a Justiça Federal contempla uma das exigências para inscrição a Prova de Título de Especialista?

Essa possibilidade de pontuação está contemplada se a perícia for relacionada à Medicina do Trabalho.

 

Trabalho como médica militar, atuando no setor de Perícias Médicas do Exército. Posso prestar a Prova de Título de Especialista?

A atuação como médico militar pode ser aceita para fins de comprovação das horas trabalhadas. É necessário apresentar uma Declaração da Junta Militar onde você trabalha, a qual deve especificar e descrever as atividades desenvolvidas, entre as quais os exames admissionais, periódicos e demissionais. Ressaltamos que assim você comprova as atividades desenvolvidas e as horas trabalhadas, porém para fins de pontuação do currículo, conforme especificado no Edital, é recomendável você ter mais atividades específicas da Medicina do Trabalho, bem como participação em Congressos e Cursos de Medicina do Trabalho, para uma melhor pontuação.

 

Atuo como perito judicial ou assistente técnico. Quais documentos devo apresentar quando me inscrever para a Prova de Título de Especialista?

Conforme consta nos editais de convocação, é necessário comprovar a quantidade de perícias por ano através de Certidão expedida por Cartório ou Secretaria da Vara do Trabalho ou Tribunal. 

 

Concluí a especialização em instituição acreditada e quero prestar o exame para obter o Título de Especialista. Minhas horas de atividade como perito previdenciário contam?

Sim, sua necessidade está contemplada. Verifique o item Atividades Profissionais do edital do concurso em questão para mais informações sobre Médico do Trabalho com vínculo empregatício.

 

Como devo proceder para comprovar que sou sócio de uma empresa em Medicina do Trabalho?

Encaminhe o contrato social onde conste seu nome como sócio. A declaração de Coordenador deverá ser de cada entidade, em papel timbrado, especificando a quantidade de empregados e grau de risco, com identificação do declarante para que possa ser adequadamente analisado pela Comissão.

 

Quais documentos são necessários para a comprovação de atividades de médico perito no INSS?

O comprovante de que tomou posse e o último contracheque comprovam plenamente.

 

Onde serão divulgados o gabarito e o resultado do exame?

Os documentos estarão disponíveis no site da ANAMT, bem como divulgados nos portais de comunicação da Associação.

 

Como consigo verificar a avaliação de meu currículo?

A pontuação do currículo de cada candidato está disponível na área exclusiva no site da ANAMT.

 

Obtive o título de especialista em Medicina do Trabalho recentemente e gostaria de saber quais são as exigências em termos de pontuação para mantê-lo.

Não existem exigências em termos de pontuação para manter esse título. O constante estudo e presença em eventos científicos é uma necessidade de atualização.

   
Sede Própria: Rua Peixoto Gomide, nº 996, sala 350, Jardim Paulista - São Paulo (SP) - Edifício Parque Siqueira Campos - CEP: 01409-000 - Tel.: (11) 3251-0849